Professora é afastada após incentivar alunos a trocarem bandeira dos EUA pela do orgulho gay

Uma professora da Califórnia viralizou depois de se gabar em um vídeo do TikTok de que havia retirado a bandeira americana em sua sala de aula porque isso a deixava "desconfortável". Ela sugeriu aos seus alunos que fizessem juramento de fidelidade a uma bandeira do orgulho gay e acabou sendo retirada de sala de aula.

"Ela foi retirada da sala de aula e colocada em licença administrativa, enquanto nossa investigação continua", confirmou a porta-voz da escola de Newport Mesa, Annette Franco, à Fox News na quarta-feira (01).

A professora foi identificada como Kristin Pitzen da Escola Newport Mesa, em Orange County.

O vídeo foi retirado do TikTok, mas foi preservado pela conta do Twitter @libsoftiktok .

No fim de semana, o distrito escolar de Newport Mesa disse que havia aberto uma investigação sobre o incidente.

"Estamos cientes desse incidente e estamos investigando. Embora não discutamos assuntos relacionados aos funcionários, podemos dizer que mostrar respeito e honra pela bandeira de nossa nação é um valor que instilamos em nossos alunos e uma expectativa de nossos funcionários", disse Franco no sábado. "Levamos questões como esta a sério e tomaremos medidas para solucioná-las."

Na segunda-feira, um grupo de pais do distrito se reuniu em frente à escola de Pitzen para protestar contra o vídeo.

"Eu simplesmente não conseguia acreditar o quão ignorante ela é", disse uma mãe.

O vídeo atraiu até a atenção do ex-diretor de inteligência nacional Ric Grenell.

"Que tipo de pai permitiria que seu filho fosse ensinado por essa maluca?", tuitou ele.