Rio suspende aplicação da segunda dose da CoronaVac e primeira dose de adolescentes A Secretaria Municipal de Saúde do Rio decidiu manter suspenso o calendário previsto para aplicação da primeira dose contra a Covid. Segundo a pasta, a vacinação dos adolescentes de 15 anos somente poderá acontecer quando o Ministério da Saúde enviar mais doses da Pfizer, único imunizante aprovado pela ANVISA para aplicação na população menor de 18 anos. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) recebeu do Ministério da Saúde (MS), na noite terça-feira (31), apenas vacinas destinadas à segunda dose (112.320 doses da Pfizer e 90.250 da AstraZeneca).

A aplicação de 2ª dose da CoronaVac também estará suspensa a partir desta quinta-feira (02) e, de acordo com a Secretaria de Saúde do município, será retomada assim que o Ministério da Saúde distribuir as 10 milhões de doses do imunizante que já foram entregues pelo Instituto Butantan e encontram-se em estoque do próprio ministério.

Com isso, hoje a vacinação é voltada para pessoas com 40 anos ou mais, gestantes, puérperas, lactantes e pessoas com deficiência com 12 anos ou mais. Também tem segunda dose da Pfizer e da Astrazeneca. Além disso, está sendo aplicada a terceira dose em idosos de instituições de longa permanência.

Metade dos adultos do município já completaram a vacinação contra a covid-19. Até agora, são mais de 2,6 milhões de pessoas que tomaram as duas doses ou dose única da vacina, segundo a Secretaria de Saúde.

Siga-nos