Publicidade

Para atrair fiéis, pastor espalha mensagens em favor de minorias

Milhares de usuários de mídias sociais foram atraídos pelas mensagens contra o preconceito que estão sendo compartilhadas por uma igreja em Milwaukee, no Oregon, Estados Unidos, mostrando apoio a muçulmanos, afro-americanos e imigrantes, entre outras minorias. As mensagens são expostas do lado de fora da igreja, próximo a uma rodovia.





Além do apoio nas redes sociais, o pastor tem conquistado novos fiéis para sua igreja que estava cada dia mais vazia. “Deus ama você do jeito que ele fez você”, diz uma placa compartilhada na mídia social pelo pastor da Clackamas United Church of Christ, Reverendo Adam Ericksen. Esse cartaz, colocado do lado de fora do local de culto do Oregon, e outros semelhantes foram compartilhados mais de 10 mil vezes, inspirando centenas de comentários positivos.





As postagens de Ericksen são explicitamente políticas e abordam a agenda de notícias recentes. Uma das mensagens dizia: “Jesus não era neutro. Ele ficou ao lado dos pobres, dos doentes e dos imigrantes. Seja como Jesus”.





Um usuário de mídia social escreveu em resposta ao post: “Uau alguns sinais de igreja amorosos e impactantes pela primeira vez! Eu amo e agradeço! ”. "Deus te abençoe. Este é um tipo de trabalho curativo e restaurador que as igrejas precisam se concentrar ”, publicou outro em resposta à placa.





Ericksen disse à CNN que foi inspirado a publicar as mensagens em parte para construir sua congregação que estava cada vez mais vazia. "A melhor maneira de fazer isso é com este sinal", explicou ele. Embora as mensagens possam ter dobrado o número de fiéis sentados nos bancos da igreja em um domingo, o efeito em outros lugares talvez tenha sido ainda maior.





"Recebemos centenas de mensagens, inclusive de pessoas transexuais que dizem que gostariam de ter uma igreja como essa em sua área", disse Ericksen. "As pessoas estão com sede de saber que são amadas", acrescentou.





"Em toda área há bolsas sedentos por essa mensagem de inclusão radical". O pastor explicou que não houve praticamente nenhuma reação negativa às mensagens em Oregon, mas talvez a oposição tenha surgido online. “Jesus não era neutro, ele ficou do lado dos pobres, doentes e imigrantes. Seja como Jesus ”, dizia um cartaz em frente à igreja.





“Esta Igreja de Cristo expulsou Jesus anos atrás! Tão triste! ”, respondeu um usuário de mídia social. “Eu ficaria curioso para ver que escritura faz a base de toda aquela 'declaração', escreveu outro.