Sogra de Flordelis revela alerta sobre caso entre pastor e enteada

A mãe do pastor Anderson do Carmo, Maria Edna do Carmo, revelou, em depoimento à Polícia Civil, que recebeu alertas de que seu filho estava tendo um caso com Simone dos Santos, uma das filhas biológicas da pastora Flordelis com o primeiro marido.



O depoimento aconteceu em 24 de julho na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, mas só agora a imprensa teve acesso a essa informação. Maria Edna relatou ainda que soube da informação através de uma pessoa da igreja de Flordelis e Anderson.



Maria Edna afirmou que, no início, era contra o relacionamento de seu filho com Flordelis. Anderson e a pastora tinham uma diferença de idade de 16 anos. Segundo a sogra de Flordelis, o casal começou a namorar quando Anderson tinha 14 anos e Flordelis, 30.



A mãe do pastor contou também que após o boato, o discurso da pastora havia mudado e em suas pregações, ela costumava dizer que "o diabo havia entrado em sua família". Maria Edna revelou ainda que Anderson já havia se relacionado com Simone na adolescência, antes de namorar com Flordelis. Ela contou que Flordelis acompanhou a gravidez de Anderson, tendo convivido com o filho durante a sua infância.



No depoimento, Edna teria afirmado acreditar não só na participação de Flávio, mas também de Flordelis, Simone e de uma das netas na morte de Anderson. De acordo com o relato, um dos filhos de Flordelis contou à avó que a pastora determinava que remédios fossem colocados na comida de Anderson e havia reuniões na casa da família para sondar como o pastor poderia ser morto, já que o medicamento não estava fazendo o efeito esperado.



Maria Edna diz acreditar que Flordelis está tentando incriminar Lucas, que é filho adotivo