Zé Dirceu tenta se corrigir por vídeo em que comenta facada em Bolsonaro como “erro nosso”

Durante entrevista a um canal do YouTube em maio, o ex-ministro da Casa Civil do governo PT, José Dirceu, falou em “erro nosso” ao se referir à facada em Jair Bolsonaro.

O nome de Adélio Bispo de Oliveira, homem que esfaqueou Bolsonaro, ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter após internautas resgatarem o tal vídeo em que Dirceu fala sobre o atentado à vida do então candidato à presidência como um "erro nosso" que tirou o partido do poder.

“A adesão ao bolsonarismo foi para nos tirar do poder, porque nós íamos ganhar a eleição de 2018 se a Dilma governasse até o final do governo dela, se o Lula fosse candidato em 2018, aliás ele venceria em 2018 com tudo o que aconteceu ou em liberdade elegeria o Haddad… a possibilidade era grande, poderia acontecer qualquer fato que impedisse isso, ou erros nossos, como foi a facada em Bolsonaro, ou como foi a decisão do Fachin, né. As coisas imprevisíveis da política”, diz o petista no vídeo.

O petista usou as redes sociais para tentar esclarecer sua fala.

“Minha fala é uma lista de fatos imprevisíveis na política, que poderiam impedir a eleição do Lula ou do Haddad em 2018. Dentre eles, possíveis erros nossos E a facada em Bolsonaro. Coisas diferentes, compondo a mesma listagem de fatos imprevisíveis”.

“Na falta de um fato novo, para se livrar de debates, seu filho mais parecido tenta girar teorias conspiratórias baratas. Mas agradeço a audiência!”, completou ainda em menção ao vereador Carlos Bolsonaro que publicou o vídeo em suas redes sociais.

Carlos publicou o vídeo sem fazer comentários. Mas seus seguidores não tiveram a mesma atitude e dispararam contra Zé Dirceu.

“Isso foi uma confissão???”, questionou um.

“Eles confessam escancaradamente e nada acontece. Esse país é um absurdo mesmo”, comentou outra.

Até a atriz Regina Duarte não acreditou no que viu e deixou um emoji de espanto.

A publicação alcançou quase 500 mil visualizações só no perfil do vereador. Mas foi publicada por vários outros internautas e páginas nas redes sociais.