Rio diz que remessa de vacinas é insuficiente e primeira dose segue suspensa nesta quinta A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS) recebeu na madrugada de hoje (11) um lote com 37.962 doses de vacinas contra a covid-19. Segundo o órgão, essa quantidade não é suficiente para vacinar o grupo de 24 anos, que estava previsto para hoje no calendário de imunização por idade, estimado em 68 mil pessoas.

O anúncio da suspensão foi feito ontem e hoje os postos de vacinação estão aplicando a primeira dose apenas em adultos com mais de 50 anos, em pessoas com deficiência, gestantes e puérperas a partir de 18 anos. A segunda dose também está mantida, conforme a data marcada no cartão de vacinação.

Segundo o secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, a entrega de hoje foi a menor feita até o momento e a retomada do calendário por idade depende de o Ministério da Saúde enviar mais doses para o estado.

“A gente está esperando a confirmação do Ministério da Saúde, tem muitas doses lá ainda para serem distribuídas, se eles conseguirem distribuir hoje ainda, talvez a gente consiga distribuir essas doses e retomar o calendário. Estamos aguardando o Ministério da Saúde ao longo do dia, para saber quantas doses vão chegar. Permanece suspensa a aplicação da primeira dose na cidade”.

O prefeito, Eduardo Paes, anunciou pelo Twitter que o calendário por idade previsto para amanhã também está suspenso. Ele disse que não usará as vacinas reservadas para a segunda dose, mesmo sabendo que cerca de 80 mil pessoas não retornaram aos postos para completar o esquema vacinal.

O Rio de Janeiro é uma das poucas cidades que tem vacinado moradores de outras localidades, inclusive turistas de outros países.