Pai joga filho em represa após descobrir que criança tinha um tumor O pai do menino de oito anos que foi encontrado morto na Represa de Itupararanga (SP), em Votorantim (SP), jogou a criança na água após receber dos médicos o diagnóstico de que a criança estava com um tumor no cérebro, concluiu a investigação da Polícia Civil.

O corpo da criança foi encontrado na represa no dia 1º de agosto por um segurança do local. O menino chegou a ser socorrido, mas teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Já o pai, Arisvaldo Lopes, que estava desaparecido, foi encontrado morto na mesma represa na tarde deste domingo (8), uma semana após o filho.

Segundo a Polícia Civil, a criança havia feito um tratamento de câncer, mas foi diagnosticada com um novo tumor no cérebro e sido "desenganada" pelos médicos. O pai sofria de depressão.

Arisvaldo deixa a esposa e outro filho, de 20 anos.