Padre que desviou dinheiro de paróquia é condenado a sete anos de prisão

Oficiais da Igreja Católica em Nova Jersey, nos Estados Unidos, confirmaram que um padre que desviou mais de US$ 500 mil das contas de uma paróquia para sua conta pessoal foi sentenciado a sete anos de prisão.

Em 2018, durante uma auditoria, o Reverendo Douglas J. Haefner admitiu que pegou os fundos. Em nota, a Diocese de Metuchen, em nova Jersey, informou que Haefner culpou um “comportamento compulsivo” pelo ato e que o padre tentou devolver a quantia tempos depois. Em maio deste ano, no entanto, foi considerado culpado.

Ainda não se sabe como o padre Haefner conseguiu transferir o dinheiro para uma conta privada sem que ninguém percebesse. De acordo com a Diocese, a paróquia notou problemas financeiros em 2016, mas a auditoria vinha sendo adiada a pedido do padre por supostos problemas de saúde. Em 2018, no entanto, quando foi iniciada, veio a confissão.

O padre Haefner, que liderou a paróquia em Metuchen por 27 anos, conseguiu ser beneficiado por um programa do estado de Nova Jersey e vai cumprir sua pena em casa.

“Não é um dia fácil para ninguém. Ao mesmo tempo que nós estamos gratos por essa questão ter se resolvido e a justiça ter sido cumprida, não há ganhadores com o resultado desse caso triste.” – declarou Anthony P. Kearns, da Diocese de Metuchen.