Pastor se defende de acusações de assédio à criança em festa de Safadão

O pastor André Vitor usou as redes sociais para desabafar sobre um vídeo publicado pelo cantor Weslley Safadão e que viralizou neste domingo (25). Nas imagens, o religioso aparece abraçando por trás uma menina de biquíni, que tenta escapar dele. Os internautas criticaram o fato de André ter puxado a camiseta para baixo logo após a menina sair de sua frente. Rapidamente as acusações de assédio se espalharam. Em vídeo divulgado no Instagram, o pastor nega que teria importunado a menina e conta com o apoio dos pais dela. 

“Que loucura eu ter que vir aqui fazer um vídeo como esse, mas vamos lá. Hoje eu acordei com uma notícia revoltante, absurda, indigna, que me embrulhou o estômago e fez com que eu quase vomitasse na tela diante das inverdades descabidas que eu li. Pegaram um vídeo totalmente fora de contexto, onde nós estávamos tendo um final de semana precioso, com amigos mais chegados que irmãos, e uma quase sobrinha minha, que é filha dos meus amigos que inclusive estão aqui comigo, agora”.

André ainda reforça que a menina se afastou dele não por desconforto, mas por "euforia durante uma brincadeira." Ele ainda justificou que puxou a camiseta por estar acima do peso — essa mesma versão já havia sido citada por Safadão e sua mulher, Thyane. 

"Eu puxo a camisa porque eu travo uma luta contra a balança e em muitos momentos me sinto desconfortável com o meu peso. [...] Puxo a camisa pela questão do peso, não pela maldade que só os maldosos, que tem o demônio nos olhos, viram", afirmou. 

Identificados como os pais da criança que aparece no vídeo publicado pelo cantor, Bruno e Rebeca também apareceram na nova gravação, negaram a possibilidade de abuso e se disseram tristes com a situação que expõe a filha. 

“Eu acho isso um absurdo, acho isso inaceitável, porque o André é de dentro da nossa casa, ele é nosso irmão. Toda essa situação que ocorreu no vídeo, nós estávamos lá, nós estávamos perto. Estávamos brincando e pessoas maldosas tiram coisas de onde não existe”, disse Rebeca.

André finalizou o vídeo dizendo que vai entrar na Justiça contra aqueles que o acusaram. 

Safadão defende o amigo
Após receber vários directs e comentários negativos, Weslley Safadão excluiu o vídeo e saiu em defesa do amigo.

"Não sei o que tá acontecendo. Essa internet está doente, estava falando aqui com minha assessoria, pediram para que eu me pronunciasse e soltasse uma nota, mas eu não. Eu não vou ficar bem se eu não for leal com a pessoa que mais me ajudou nessa vida", disse Safadão.

A mulher do cantor, Thyane Dantas, também defendeu André Vitor nas redes sociais: "É inaceitável tudo isso, e assim... É muito triste, né? Graças a Deus ele tem Deus na vida dele, ele tem amigos do lado. Eu fico imaginando isso acontecendo com qualquer outra pessoa, quais seriam os caminhos que essa pessoa ia fazer", escreveu Thyane.



André Vitor é irmão gêmeo de outro pastor: Samuel Vagner. Juntos, os dois ministram em igrejas diferentes. Samuel é da Comunidade Cristã Videira, tem mais de 400 mil seguidores nas redes sociais e ministra por lá há 12 anos. André é amigo íntimo da família de Wesley Safadão e sempre aparece em eventos e comemorações do artista.



Proteja seus filhos

Especialistas alertam para a necessidade de os pais ensinarem seus filhos a não se tornarem vītimas de abuso físico ou sexual. Pode parecer exagero, mas a prevenção é sempre o melhor caminho.



1- Meu corpo é meu: a criança deve entender que o corpo dela lhe pertence, que ninguém tem direito, nem por brincadeira, de ficar tocando nela de forma que a deixe constrangida. É preciso evitar abraços e beijos até mesmo para pessoas muito próximas. Uma criança jamais deve ser obrigada a ter contato físico com quem ela não quer. 



2 - A lista das pessoas confiáveis: a criança precisa ter a certeza de quem ela pode contar. Quem são estas pessoas: o papai, a mamãe, a vovó, a professora? Podem ser. Mas é muito importante para ela que os pais identifiquem estas pessoas deixando bem claro em quem ela realmente deve confiar.



3 - Partes íntimas: ninguém toca nas minhas partes íntimas é uma mensagem muito importante que as crianças precisam receber. Ninguém pode pedir que eu toque as partes íntimas dela também. Outra informação importante para as crianças é de que ninguém deve mostrar fotos de partes íntimas para ela. A criança precisa saber que pode contar para sua lista de pessoas confiáveis se algo do tipo acontecer. 



4 - Ninguém pode ter segredo desconfortável: a criança tem que ter o ensinamento de que não pode ter segredo com ninguém que peça para algo não ser contado e que a faça se sentir mal ou incomodada com isso. Se isso vier a acontecer, ela também precisa ser ensinada a falar para alguém do seu grupo de pessoas confiáveis sobre essa história de segredo.



5 - Nenhum adulto desconhecido pede ajuda à criança: Os pais devem esclarecer aos filhos que não existe essa história de um adulto desconhecido pedir ajuda para criança (seja na porta da escola, na pracinha, no playground...). Adultos não precisam de ajuda de criança. Adulto pede ajuda a outro adulto. Com isso em mente, as crianças não terão problemas em dizer não. Assim se alguém abordá-los dessa forma, elas jamais devem seguir ou acreditar nessa pessoa.



 



 


Siga-nos