Mulher morre após deixar de fazer exames de rotina por conta da pandemia A imprensa britânica destacou neste fim de semana o caso de um marido devastado que prestou homenagem à esposa morta repentinamente de parada cardíaca, aos 35 anos, deixando seus dois filhos pequenos.

Gemma O'Shea - que tinha um problema cardíaco - desmaiou repentinamente depois que suas
consultas de rotina foram canceladas devido à pandemia de coronavírus.

Seu marido, Lee O'Shea, que estava com Gemma havia 14 anos e era casado há cinco anos com ela, a descreveu como uma "mãe fantástica" para seus filhos Finley, de três, e Mason, de oito.

Ela geralmente ia ao hospital para um check-up de rotina a cada seis a 12 meses, mas isso estava sendo feito virtualmente no momento de sua morte devido à pandemia de coronavírus, revelou ele.

No dia de sua morte, a família estava visitando a mãe de Lee em Barry, no País de Gales, para pegar um contêiner de armazenamento.

Enquanto estava lá, ela desmaiou no jardim e Lee fez uma ressuscitação cardiopulmonar em sua esposa, mas infelizmente ela não pôde ser salva.

Lee diz que agora quer aumentar a conscientização sobre o que aconteceu com
Gemma para garantir que nenhuma outra família seja afetada da mesma forma. Ele incentiva as pessoas a não deixarem de ir ao médico por conta da pandemia.

Além disso, ele também recomenda que as pessoas considerem aprender a fazer um curso de primeiros-socorros e a usar um desfibrilador.