Pastor que realizava cultos no Corinthians sofre infarto fulminante
 O ex-jogador Vagner Lopes, conhecido como o "pastor do Corinthians", morreu na madrugada de sexta-feira (16). Ele tinha 48 anos e sofreu um infarto. Ele costumava fazer cultos nos pré-jogos do time e era presença constante no Centro de Treinamento Joaquim Grava.

O atacante Jô e o goleiro Cássio, evangélicos, costumavam publicar, em suas redes sociais, momentos de cultos e estudos bíblicos com Lopes. Eles lamentaram a perda do amigo. 

"Pastor Vagner Lopes, simplesmente obrigado por tudo! Descanse em paz, um homem de Deus no qual eu aprendi muito, nunca mais fui o mesmo depois que aprendi com você, deixou um legado, que Deus possa confortar os familiares", postou Jô em seu perfil no Instagram.

"Ontem fui surpreendido com a triste notícia da partida desse grande homem de Deus! Tenho a certeza que você está onde você mais queria estar: ao lado do Pai! E tenho a certeza também de que Ele está orgulhoso do legado que o Pastor deixou aqui na Terra! Obrigado por nos levar a palavra e cumprir com a sua missão, meu irmão! Você foi um exemplo de homem, pai e marido. Obrigado por tudo, Pastor Vagner! Que Deus abençoe e proteja a sua família nesse momento de dor! Descanse em Paz", postou Cássio, que se converteu em 2017.

Vagner Lopes iniciou sua carreira no Guarani na década de 1990. Além de defender o clube de Campinas, ele atuou em equipes paulistas como Juventus, Ituano e XV de Piracicaba. Teve passagens pelo futebol argentino, espanhol e dos Estados Unidos. Se tornou pastor evangélico da Comunidade Cristã "Aprisco da Família" após se aposentar dos gramados. Ele realizava também um trabalho de recuperação espiritual com dependentes químicos.