Roqueiro Marcelo Nova surpreende Gobo em entrevista contra política do O roqueiro Marcelo Nova participou de um telejornal da TV Bahia, afiliada da Globo, para falar sobre o Dia do Rock na terça-feira (13). No entanto, o convidado acabou fazendo um desabafo contra a política do #ficaemcasa e surpreendendo os âncoras que pareciam esperar ataques contra o presidente Jair Bolsonaro, como é mais comum entre a classe artística.

Ao vivo, o cantor criticou o isolamento social e outras medidas sanitárias. As falas quebraram a pauta dos apresentadores Ricardo Ishmael, Thaic Carvalho e o jornalista Gustavo Castelucci, no estúdio. A Globo até decidiu retirar a entrevista com Marcelo Nova na edição divulgada no Globoplay.

Ao longo da entrevista, o roqueiro criticou medidas de distanciamento e afirmou que “ninguém manda” nele, ao falar de governadores que impuseram regras de lockdown. “Para um sujeito como eu, prestes a fazer 70 anos de idade e com 40 anos de carreira, isso não serve pra mim. Eu fiz minhas regras, eu faço meu caminho, eu não deixo que governadores nem prefeitos, nem presidentes, ninguém manda em Marcelão!”, disparou.

O artista ainda comentou sobre a produção artística durante a pandemia e disse que não “me submeto ao ditame do fique em casa”. Ele também culpou governadores por estar há um ano e meio sem poder trabalhar “graças a medidas governamentais”.

Marcelo Nova ainda mostrou não ter medo da morte e ser adepto de viver intensamente. “Eu beijo quem eu quero, eu abraço quem eu quero… E eu vou morrer, se não morrer de covid, vou morrer de câncer, atropelado, assassinado, de zika, chikungunya, essas coisas…”, acrescentou.

Ele ainda poetizou a relação entre vida e morte. “Respirar não é viver. Todos deveríamos amar o fato de estarmos vivos”, disse.

Nas redes sociais, ele foi acusado de negacionismo. Mas também recebeu apoio, principalmente de políticos bolsonaristas. A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse que Marcelo Nova “representou”. “Marcelo Nova surpreendeu os apresentadores ao fazer um discurso ÉPICO”, disse ela ao compartilhar o vídeo da entrevista com o título: “Globo esqueceu de combinar o roteiro com o entrevistado”.