Grupo cristão apresenta queixa contra autora do livro Uma queixa foi apresentada contra a atriz de Bollywood (a indústria de cinema indiana) Kareena Kapoor Khan sobre o título de seu próximo livro. Um grupo cristão se opôs fortemente ao título 'Bíblia da Gravidez', por conter o nome do livro sagrado, e apresentou uma queixa contra o ator que se tornou autor em uma delegacia de polícia em Beed, Maharashtra.

Segundo relatos, a denúncia foi feita por Alpha Omega Christian Mahasangh, um grupo cristão, alegando que o título do livro fere o sentimento religioso dos cristãos. Ashish Shinde, o presidente da Alpha Omega Christian Mahasangh, apresentou a queixa na Delegacia de Polícia de Shivaji Nagar em Beed, buscando ação contra a autora por acusações de blasfêmia.

Shinde disse que, como a palavra sagrada 'Bíblia' foi usada no livro, ela feriu os sentimentos religiosos dos cristãos. Ele entrou com a queixa visando o registro de um caso contra os autores sob a seção 295-A do IPC (atos deliberados e maliciosos, com a intenção de ultrajar os sentimentos religiosos de qualquer classe, insultando sua religião ou crenças religiosas).

Embora a polícia tenha confirmado o recebimento de uma reclamação, ela ainda não foi cadastrada. Eles disseram que pediram ao requerente que apresentasse a queixa em Mumbai, visto que o livro não estava sendo publicado pela Beed. O inspetor Sainath Thombre, responsável pela delegacia de polícia de Shivaji Nagar, disse: “Recebemos a reclamação, mas nenhum caso pode ser registrado aqui, pois o incidente não aconteceu aqui (em Beed). Eu o aconselhei a registrar uma reclamação em Mumbai. ”

O livro intitulado “Bíblia da Gravidez de Kareena Kapoor Khan: O manual definitivo para futuras mamães”tem coautoria de Kareen Kapoor Khan e Aditi Shah Bhimjyani. Ele narra a experiência da mãe celebridade durante as duas gestações. Alegadamente, o livro é verificado pela Federação das Sociedades Obstétricas e Ginecológicas da Índia (FOGSI), o órgão oficial de ginecologistas e obstetras do país.