Espanha prende menores suspeitos de matar brasileiro A polícia espanhola deteve, nesta sexta-feira (9), dois menores de idade por suposto assassinato de caráter homofóbico de um jovem brasileiro. A vítima foi espancada até a morte no último fim de semana. Com as detenções de hoje, o número de prisões relacionadas ao caso subiu para seis, informou a polícia em sua página no Twitter.

O assassinato do brasileiro Samuel Luiz, de 24 anos, do lado de fora de uma boate na cidade de La Coruña, no último sábado (3), gerou protestos em massa por todo o país. Segundo uma amiga, testemunha do crime, o rapaz, que era gay, recebeu ofensas homofóbicas enquanto era agredido.

Outros três suspeitos que foram presos no início desta semana compareceram ao tribunal hoje para prestar depoimento.

José Miñones, representante do governo da Galícia, que é uma comunidade autônoma espanhola, afirmou que os agentes da Polícia Nacional trabalham "com as provas testemunhais e com as imagens captadas por celulares, câmeras da polícia local e de entidades privadas" da região em que aconteceu o crime.