Operação da Polícia Federal mira fraudes em instituto da UFRJ A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (8) dois mandados de prisão temporária e nove de busca e apreensão contra empresários e servidores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) suspeitos de fraudes em contratos públicos. A operação Pronta Emergência II investiga irregularidades ocorridas no Instituto de Psiquiatria da universidade.

A ação é um desdobramento da operação Pronta Emergência, realizada em fevereiro deste ano, que apurou desvios em contratos de mais de R$ 6 milhões no Instituto.

De acordo com a PF, servidores se associaram a empresários para direcionar contratações em troca do recebimento de vantagens indevidas. Entre as irregularidades apontadas pela investigação estão cotações fictícias, superfaturadas e com empresas integrantes da organização criminosa e a elaboração de estudo técnico preliminar pelas próprias empresas.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal do Rio. Os investigados respondem pela prática dos delitos de organização criminosa, peculato e fraudes em licitação.

Siga-nos