Igrejas metodistas do Reino Unido poderão realizar casamentos gays a partir de setembro

A Igreja metodista do Reino Unido anunciou que, a partir de setembro, celebrará casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Reunidos em uma grande conferência nacional em Birmingham (centro da Inglaterra), 29 dos 30 sínodos metodistas do Reino Unido adotaram a resolução com 254 votos a favor e 46 contra.



Quarta maior igreja cristã do Reino Unido, com 164.000 membros, a igreja metodista britânica se une, assim, à igreja episcopal escocesa e à igreja reformada unida, duas outras igrejas protestantes que celebram casamentos entre pessoas do mesmo sexo.


Os pastores que se opuserem teologicamente a este tipo de casamento não serão obrigados a celebrá-los.



A união gay continua proibida na Igreja Católica e na Igreja da Inglaterra, da qual a rainha Elizabeth II é a chefe.


O casamento civil entre pessoas do mesmo sexo é autorizado desde 2013 na Inglaterra e em Gales; e na Escócia desde 2014. Só se tornou legal no ano passado na muito conservadora província britânica da Irlanda do Norte.