Julho verde: como prevenir o câncer de cabeça e pescoço Julho começa com um alerta de conscientização: é importante se prevenir contra o câncer de cabeça e pescoço, que são aquelas neoplasias que aparecem nas porções de boca, garganta e laringe principalmente. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), cerca de 41 mil novos casos são descobertos anualmente no país e o câncer de boca, laringe e demais regiões da cabeça e pescoço é hoje o terceiro mais frequente entre os homens, atrás somente do câncer de próstata e câncer de pele não-melanoma. Nas mulheres, prepondera o câncer da tireoide, sendo o quinto mais comum entre elas.

O médico Lucas dos Santos, oncologista clínico da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, lembra que o câncer de cabeça e pescoço é causado por inúmeros fatores, sendo os principais o tabagismo, etilismo e a infecção pelo vírus do papilomavírus humano, também conhecido como HPV.

A prevenção, lembra o médico, é muito simples. Basta manter algumas medidas como boa higiene oral, não fazer uso de derivados do tabaco, inclusive cigarros, minimizar o uso de bebidas alcoólicas e se vacinar contra o HPV, uma vacina que está disponível inclusive na rede pública de saúde para crianças e adolescentes.

Quando diagnosticada a doença, o tratamento é sempre desafiador porque muitas vezes ela é identificada quando já está na forma mais avançada, lembra o médico. "Por isso o tratamento pode envolver uma combinação de quimioterapia, imunoterapia, radioterapia e cirurgia a depender de quanto a doença está avançada e de sua localização", diz. "Por isso é importante que todos se conscientizem que a prevenção continua sendo a melhor forma de combater a doença", finaliza.