Após perder o irmão para a Covid, apóstolo Valdemiro Santiago pretende tomar vacina contra a doença O corpo do bispo Vanderley Santiago, de 53 anos, irmão do apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, foi sepultado ontem (29) na cidade de São Carlos (SP). Ele morreu na segunda-feira (28) devido a complicações da Covid-19.

Segundo a prefeitura do município, Vanderley procurou atendimento no Centro de Triagem do Ginásio Milton Olaio Filho no domingo (27). Nesta segunda, foi transferido para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Santa Felícia, onde sofreu uma parada cardiorrespiratória e faleceu.

Ainda de acordo com a administração municipal, ele estava infectado com o coronavírus e recebeu a primeira dose da vacina em 16 de junho.

Após o sepultamento do irmão, Valdemiro Santiago, de 57 anos, afirmou que irá tomar a vacina contra a doença assim que tiver oportunidade.

“Vou me vacinar com certeza. Não que eu confie na vacina, só confio em Deus. Até porque eu devo obediência também, não é?”, disse.

Em entrevista ao portal ACidadeON São Carlos, do grupo EPTV, o apóstolo da Igreja Mundial do Poder de Deus também disse não ter medo da morte.

“Fui chamado há 41 anos para preparar pessoas para a morte, ou seja, é a única certeza que você tem até conhecer a verdade, a Palavra. Todo mundo que nasce, se entende por gente, sabe que vai morrer, não é verdade?”, afirmou.

Valdemiro Santiago é investigado pelo Ministério Público Federal por indícios de estelionato. Em 2020, o líder religioso anunciou que a Igreja Mundial do Poder de Deus tinha sementes de feijão com supostos poderes de cura da Covid-19, em valores predeterminados de R$ 100 a R$ 1.000. 

Para o MPF, houve prática abusiva da liberdade religiosa, ao colocar em risco a saúde pública e induzir fiéis a comprarem um produto sem eficácia comprovada.

Em janeiro deste ano, o juiz Leonardo Henrique Soares, da Justiça Federal de São Paulo, acolheu parcialmente um pedido do órgão e determinou que o Ministério da Saúde faça 'referência expressa', em comunicado oficial veiculado no site da pasta, às sementes do "feijão mágico".