Depois de Cristiano Ronaldo botar Coca-Cola pra escanteio, Pogba repete gesto contra cerveja Pogba, da França, repetiu gesto de Cristiano Ronaldo e retirou uma garrafa da mesa durante entrevista coletiva.

O jogador da seleção portuguesa Cristiano Ronaldo retirou uma garrafa de Coca-Cola da mesa enquanto concedia entrevista coletiva pela Eurocopa. Ele sugeriu aos atletas e jovens que prefiram água, não Coca. O gesto do craque custou caro à multinacional.

E nesta terça (15), foi a vez do francês Pogba repetir gesto. Mas a vilã da hora foi uma garrafa da cerveja Heineken. 

Durante coletiva de imprensa, Pogba simplesmente colocou a Heineken pra escanteio, sem nada dizer.

Antes, ele foi eleito o craque do jogo em que a França derrotou a seleção da Alemanha por 1 a 0. O gol foi marcado por Hummels, contra. Na outra partida do dia, Portugal, de Cristiano Ronaldo, derrotou a a Hungria por 3 a 0, com dois gols do "Robozão", como os amantes do futebol chamam Cristiano Ronaldo.

Prejuízo
O gesto de Cristiano Ronaldo provocou a queda das ações da Coca-Cola. Calcula-se que as perdas chegam a 4 bilhões de dólares.

Essa não foi a primeira vez que CR7 mostrou não ser adepto de refrigerantes. No passado, ele já comentou sobre como evita oferecer essas bebidas ao filho.

"De vez em quando, meu filho bebe Coca-Cola ou Fanta e come batatas fritas e sabe que não gosto disso", disse Ronaldo, ao site espanhol Marca.

Em resposta à atitude do jogador, a Coca-Cola na Europa afirmou que "todos têm direito às suas preferências de bebida e têm gostos e necessidades diferentes".