Pescador conta experiência de proporções bíblicas ao quase ser engolido por uma baleia Um pescador de lagosta que trabalhava na costa de Cape Cod, Massachusetts, nos Estados Unidos, diz que se viu em uma situação de proporções bíblicas na sexta-feira (11), quando foi engolido por uma baleia jubarte.

De acordo com a WBZ-TV e o Cape Cod Times, Michael Packard, de 56 anos, estava mergulhando em busca de lagostas na praia de Herring Cove na manhã de sexta-feira quando "sentiu um enorme solavanco e tudo escureceu".

A princípio, Packard pensou que um grande tubarão branco o tivesse engolido. Mas então, ele percebeu que não sentia nenhuma dor de dentes afiados.
"Percebi: 'Meu Deus, estou na boca de uma baleia... e ela está tentando me engolir'", disse Packard.

O mergulhador experiente achou que sua vida havia acabado.

"Eu estava completamente dentro; estava completamente escuro", disse Packard ao Times. “Eu pensei comigo mesmo: 'Não há como eu sair daqui. Estou perdido, estou morto.' Tudo que eu conseguia pensar era nos meus meninos - eles têm 12 e 15 anos. "

Packard estima que ele ficou dentro da boca da baleia por 30 a 40 segundos antes de o animal começar a balançar a cabeça de um lado para o outro.
De repente, ele estava livre.

"Eu vi uma luz e ela começou a jogar a cabeça de um lado para o outro, e a única coisa que eu sabia era que estava do lado de fora (na água)", disse Packard.
O Corpo de Bombeiros de Provincetown confirmou ao WBZ que respondeu a uma ligação relativa a um pescador ferido na manhã de sexta-feira. O Times relata que Packard sofreu "muitos ferimentos aos tecidos moles", mas nenhum osso quebrado. Ele teve alta do hospital no mesmo dia.

Especialistas em vida marinha disseram ao Times e ao WBZ que as baleias jubarte normalmente não são agressivas com os humanos. Na verdade, o Times relata que relatos de baleias ferindo nadadores e mergulhadores são "extremamente raros a ponto de não existirem".

No entanto, as baleias comem "engolindo em seco" - abrindo amplamente a boca para sugar o alimento. Embora as bocas das baleias jubarte sejam extremamente largas, seu esôfago não é grande o suficiente para engolir um humano, explicando por que a baleia pegou Packard e o cuspiu.
Packard disse ao Times que planeja voltar à água assim que se recuperar.