Dória diz que não provocou aglomeração durante banho de sol em hotel luxuoso do Rio Após ver as imagens de seu banho de sol em um hotel de luxo na zona sul do Rio de Janeiro viralizar nas redes sociais, o governador de São Paulo, João Doria, divulgou uma nota se defendendo de críticos que o acusaram de não fazer o que pede durante as coletivas de imprensa semanais, que é para as pessoas só viajaram se necessário e evitarem aglomerações.

No texto, Doria informou que estava em "momento de descanso com a esposa e não promoveu nenhum tipo de aglomeração".

No vídeo, amplamente repercutido por apoiadores do presidente Bolsonaro, o governador aparece tomando banho de sol, sem máscara, cercado por outras pessoas também sem máscara, na beira da piscina do hotel Fairmont, em Copacabana.

Em nota, o hotel afirmou que cumpre as normas.

"O Hotel Fairmont observa todas as legislações aplicáveis, cumprindo todas as disposições e recomendações sobre distanciamento social e uso de máscaras em áreas de acesso coletivo. Além disso, o Hotel Fairmont conta com o selo de biossegurança AllSafe, o qual é auditado e certificado pela Bureau Veritas."

Apesar de a cidade do Rio estar atualmente em risco alto para Covid-19, as piscinas estão liberadas e as pessoas não precisam usar máscara, desde que observem um distanciamento mínimo de 4 metros umas das outras.

No entanto, em São Paulo, João Doria implantou regras mais rígidas para conter o avanço da pandemia do coronavírus. O estado está na fase de transição do Plano SP, de flexibilização econômica. Comércio e serviços podem funcionar das 6h às 21h. Bares e aglomerações continuam proibidos.

Em dezembro, Doria já havia sido criticado por ter viajado a Miami, nos Estados Unidos, para o Natal, quando todo o estado estava na fase vermelha do Plano SP, a mais restritiva. Ele voltou após o vice-governador, Rodrigo Garcia (PSDB), ser diagnosticado com a covid-19 e se desculpou pela viagem.

"Desculpas àqueles que imaginaram que eu estava aqui deixando a cidade ou o Estado de São Paulo, depois de medidas restritivas, para desfrutar uma vida confortável com menos restrições em Miami", disse Doria em vídeo divulgado nas redes sociais na época.