Fiocruz receberá nova remessa de IFA no próximo sábado A Fundação Oswaldo Cruz anunciou nesta segunda-feira (07) que foi confirmada a chegada, no próximo sábado (12), de uma nova remessa do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) necessário para a fabricação da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19. O anúncio desmente uma matéria publicada pela CNN Brasil, no domingo (06), que dizia que a fábrica de vacinas da Fiocruz ficaria fechada por 10 dias, a partir da próxima sexta-feira (11), por falta de IFA.

Sobre a próxima remessa, a Fiocruz adiantou apenas que o IFA a ser recebido vai garantir a continuidade da produção e as entregas semanais de vacinas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) até o dia 10 de julho. Mais detalhes devem ser divulgados ao longo da semana.

A Fiocruz e a AstraZeneca assinaram no ano passado um acordo de encomenda tecnológica que prevê o envio de 14 remessas de IFA para a produção de 100,4 milhões de doses de vacinas até julho. Desde fevereiro, a Fiocruz já recebeu 10 remessas.

A fundação tem negociado com a farmacêutica europeia a aceleração do envio do IFA, que é produzido na China, pelo laboratório WuXi Biologics. O motivo é o fato de a capacidade produtiva do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) ser maior do que a quantidade de IFA disponível para produzir vacinas.

Com as 3,3 milhões de doses entregues na semana passada, a Fiocruz chegou a 50,9 milhões de doses disponibilizadas para o PNI. O total inclui os 4 milhões de doses importadas prontas da Índia e os mais de 46 milhões já produzidos e liberados por Bio-Manguinhos.