Thiago Silva rende glórias a Deus pela conquista da Champions League, após ser desprezado pelo PSG

Após ser desprezado pelo Paris Saint Germain, clube pelo qual jogou durante oito anos, sendo inclusive capitão, Thiago Silva poderia muito bem vociferar o versículo que muitos gostam de dizer em tom de vingança: “os humilhados serão exaltados”. Mas o campeão da Champions League pelo Chelsea neste sábado (29), preferiu compartilhar em suas redes sociais uma foto com o troféu do título e a frase: “Toda honra e toda glória seja dada a ti, Senhor”.

Dispensado do PSG por conta de sua idade, 36 anos, o zagueiro chegou ao Chelsea a pedido do então técnico Frank Lampard. Mas teve que engolir o orgulho e aceitar um contrato de apenas um ano, transação pouco comum para grandes nomes do futebol como ele, que há anos figura nas convocações da Seleção Brasileira. 

E hoje Deus honrou seu filho. Apesar de ter deixado o campo ainda no primeiro tempo por conta de uma contusão, Thiago Silva foi um dos jogadores mais celebrados pelos torcedores na vitória de 1-0 sobre o Manchester City, time que havia eliminado o seu ex-clube. Em Londres, nos arredores do estádio Stamford Bridge, torcedores gritavam: “Oh, Thiago Silva!”. 

Assim que acabou a partida no Porto, em Portugal, Thiago procurou o técnico Tuchel que, como ele, foi desprezado pelo PSG. E os dois deram um longo e reconfortante abraço. Na final da Champions de 2020, Tuchel consolou Thiago Silva, arrasado com a derrota do PSG para o Bayern. Hoje, o abraço foi de celebração.

"Muito feliz por esse momento. Por vezes, a gente não entende os planos de Deus. Ano passado, batemos na trave, com o Tuchel. Esse ano, de maneira heróica ele chegou no meio da temporada e mudou o time”, comemorou.