Incêndio em trem da Supervia deixa sete feridos

Um incêndio em um trem da SuperVia deixou sete passageiros feridos e interrompeu a circulação do ramal Belford Roxo no início da manhã de hoje (28). Em nota à imprensa, a concessionária informou que o princípio de incêndio ocorreu no primeiro carro de um trem nas proximidades da estação Del Castilho, na zona norte do Rio de Janeiro, por volta das 5h45.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o quartel do Méier foi acionado às 5h48 e três vítimas com ferimentos foram removidas. A ocorrência já foi encerrada. De acordo com a SuperVia, alguns clientes se feriram durante o desembarque nos trilhos e técnicos da empresa estão no local para apurar os motivos do incêndio.

Por volta das 7h a SuperVia informou pelo Twitter que “em função de uma ocorrência com um trem nas proximidades da estação Del Castilho, o ramal Belford Roxo encontra-se temporariamente suspenso”. Às 7h30 a informação foi atualizada com o retorno da circulação no ramal, mas com intervalos irregulares e aguardo de sinalização.



Falta de extintores

O presidente da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa, o deputado Dionísio Lins (Progressista), decidiu encaminhar um ofício solicitando uma planilha sobre a manutenção das composições. Testemunhas que presenciaram o incêndio afirmam que bombeiros tiveram dificuldades para achar extintores na composição e que um deles estava vazio.

O ofício, enviado nesta manhã para a direção da Supervia, pede que seja enviada, com a máxima urgência para a comissão, a relação da planilha de manutenção das composições da via aérea que atende os ramais da baixada, o número de passageiros transportados nesses ramais diariamente, quantos extintores de incêndio cada composição carrega, cópia do contrato com a empresa contratada para o fornecimento e manutenção desses extintores, valor desse contrato, a data de validade de cada um e a última recarga realizada.