Rio de Janeiro começa a vacinar população de rua O município do Rio de Janeiro começou hoje (25) a vacinar a população em situação de rua contra a covid-19. Receberam a primeira dose do imunizante 140 homens na Unidade de Reinserção Social (URS) Haroldo Costa, na Taquara, zona oeste da cidade. O local estava destinado de forma emergencial para o abrigo de idosos durante a pandemia e agora foi incorporado à rede de assistência social.

De acordo com a secretária Municipal de Assistência Social, Laura Carneiro, a cidade tem uma estimativa de 7.275 pessoas em situação de rua, que serão atendidas nos abrigos e centros de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP). Ela explicou, durante apresentação do último boletim epidemiológico da prefeitura, que essas instituições já têm a relação de pessoas que atendem.

“Nos centros POP, embora as pessoas não durmam, elas vão lá durante o dia, são vacinadas e voltarão para a segunda dose. O resquício dessas pessoas que ainda estiverem vivendo nas ruas, vão ser abordadas pelas equipes que já conhecem todos os locais aonde elas ficam. Embora não tenham aceitado o acolhimento, provavelmente todas as pessoas em situação de rua já foram abordadas pelas nossas equipes”, diz Laura Carneiro.

Para as pessoas que não estão em abrigos, a vacinação será feita pelas equipes dos consultórios de rua, composta por integrantes da saúde e da assistência social.

A população privada de liberdade também foi incluída nesta etapa da vacinação, conforme orientação do Programa Nacional de Imunização, e o planejamento da imunização será feito em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária.