Pastor orienta pais sobre música Nos últimos dias voltou a circular no WhatsApp um alerta sobre uma música infantil, mas com mensagens bem diretas sobre suicídio, drogas, pedofilia e outras agressões às crianças. A canção “Bob”, de Rafa Kamataichi, é antiga, mas só agora viralizou.

A letra faz menção a um ser demoníaco que vem conversar com uma criança abandonada emocionalmente pelos pais.

Depois que o vídeo da música viralizou, o pastor Renato Vargens disse que foi procurado por vários pais pedindo orientação sobre como proteger seus filhos.

Renato, que tem se tornado conhecido por opinar sobre diversos temas que afetam o mundo cristão, fez uma publicação aconselhando sobre a música de Rafa Kamataichi. Ele diz que, inclusive o próprio nome do cantor é uma alusão a um demônio.

“A música Bob, com aproximadamente cinco milhões de visualizações no YouTube e que possui um ritmo envolvente, tornou-se hit nas redes sociais nos últimos dias. Mas o que “Bob” tem de diferente de outras músicas para atrair tanta audiência? A resposta é simples: a canção trata um amigo imaginário com ênfase em suicídio, drogas, assassinato, adultério e ocultismo. Ademais, a letra é depreciativa com a figura dos pais, trata de aborto, foca numa mãe que usa antidepressivos, um pai que consume cocaína, é adúltero e outras coisas mais”, disse.

Ele deixou quatro conselhos aos pais:
1.Estejam atentos aquilo que seus filhos estão ouvindo na internet.
2.Não permitam que seus filhos ouçam essa música.
3.Se por acaso eles já ouviram, conversem a respeito dela com eles e desconstruam em sua mente toda malignidade por ela produzida.
4.Ore por e com seus filhos.