Grupo pró-vida reage a Richard Dawkings, que disse ser “inteligente” abortar bebês com Down

Grupos pró-vida estão reagindo a uma nova declaração do cientista e ateísta Richard Dawkings, que afirmou ser “inteligente e sensato abortar uma criança com deficiência séria”. Segundo uma instituição do Reino Unido, os comentários são “aterrorizantes”.

Dawkings, que é biólogo, escritor, professor e um dos maiores defensores do ateísmo, esteve em um programa de rádio britânico e concedeu entrevista ao apresentador Brendan O’Connor, que é pai de uma criança com síndrome de Down. Em 2014, o biólogo havia publicado no Twitter que seria “imoral” trazer um bebê portador da síndrome ao mundo.

“Você está falando com alguém que, de fato, trouxe uma pessoa dessa ao mundo... por que é imoral não abortar?” – confrontou o apresentador Brendan. Em resposta, Dawkings afirmou que a publicação “foi provavelmente colocada de forma muito dura”, mas que parecia plausível para ele que abortar bebês com deficiências “aumentaria a quantidade de felicidade no mundo”.

“Me parece plausível que, se uma criança tem algum tipo de deficiência, então você provavelmente aumentaria a felicidade do mundo tendo uma outra criança em vez dessa. Eu acho que seria inteligente e sensato abortar uma criança com uma deficiência séria” – afirmou Dawkings.

A reação foi imediata. Catherine Robinson, porta-voz do grupo pró vida ‘Right To Life UK (‘Direito à Vida do Reino Unido), disse que é “aterrorizante ver uma pessoa com uma plataforma tão grande como o professor Dawkings compartilhando uma distorção tão flagrante dos fatos da vida de uma pessoa com síndrome de Down e outras deficiências que, como todos os humanos, são capazes de viver uma vida completa e enriquecedora”.

“As evidências mostram que crianças com síndrome de Down e suas famílias são tão capazes de aproveitar a felicidade quanto o resto da sociedade; é triste ver que o professor Dawkings não consegue ou não quer reconhecer isso” – completou Catherine.