Mãe diz à polícia que  matou bebê recém-nascido por ‘vergonha’ de ter a gravidez descoberta Uma mulher, de 24 anos, que foi presa após atear fogo e matar o filho recém-nascido em Anápolis, a 55 Km de Goiânia/GO, afirmou em depoimento que cometeu o crime porque estava com muita vergonha de ter a gravidez descoberta. Segundo ela, a mãe é muito doente e até morreria se soubesse que ela estava grávida.

O crime foi descoberto ontem (12), após um pedestre ver um cachorro arrastar o corpo carbonizado pela rua Cerejeiras.

A assassina disse à polícia ter escondido a gestação com cintas para pressionar a barriga.

Em depoimento, o namorado da assassina contou que, ao saber da gravidez, eles decidiram realizar um aborto e que ela mentiu que havia dado certo. A polícia informou que vai investigar se o rapaz tem envolvimento no crime. Ele não chegou a ser detido.

A mulher permanece presa na sede do Grupo de Investigações de Homicídios nesta quinta-feira (13) e foi autuada pelo crime de ocultação de cadáver.

Denúncias
E se você suspeita que uma criança está sendo vítima de maus-tratos, pode denunciar o caso aos conselhos tutelares, às polícias Civil e Militar, ao Ministério Público e também pelo Canal Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.