Jornalista da CNN se explica após ser detonada nas redes sociais até pelo Neymar A jornalista da CNN Daniela Lima se explicou após sua polêmica declaração sobre as 29 mortes que ocorreram durante a operação policial no Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, na última quinta-feira (06). Ao comentar a operação, Daniela falou na TV que a ação foi desastrada e trágica. O trecho em vídeo repercutiu nas redes sociais e foi repostado, com críticas, até pelos jogadores Neymar Jr. e Lucas Moura.

"O discurso da polícia é que estava todo mundo fortemente armado. Aparentemente, estavam muito armados, mas não sabiam atirar, né? Eram 24 armados, mataram só um [policial] do outro lado e morreram todos esses, né?".

"O que tem que prender 21, deixa quase 30 mortos e prende seis, não pode ser considerada eficaz. Obviamente estou questionando a tese de confronto, como também fez o STF. Eu, ao contrário de alguns, não queria ninguém morto", escreveu a jornalista no Twitter após a polêmica. Em nenhum momento quis minimizar a morte do policial. Rogo por um país em que a polícia não tenha que matar e muito menos que morrer. Que tenha condições de, com segurança, cumprir a lei. Prender quem deve ser preso.”

Nos comentários do perfil "Fui Clear", o jogador brasileiro do Tottenham, Lucas, parecia não acreditar que a âncora da CNN tivesse se posicionado daquela forma. Pouco depois, o camisa 10 do Paris Saint-Germain também comentou na publicação.

- Parece piada um negócio desse. Cada dia se superam, impressionante - comentou Lucas, ao reparar que a jornalista teria tentado comparar as mortes de policiais e criminosos.

- Parece piada mesmo, só pode - completou Neymar, que curtiu o post.