Fé muito além da razão Hebreus 11.1 – “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”.

Uma das características que notabiliza o ser humano é a capacidade de raciocínio. Em harmonia a essa ideia a Bíblia diz que o culto deve ser racional - Romanos 12.1 – “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”.

Um outro fator muito importante sobre a razão, é que ela nos faz entender o quanto precisamos estar unidos em uma hora como essa que estamos enfrentando. Em plena pandemia nesse ano de 2020, quando vejo autoridades municipais brigando com autoridades estaduais, o desrespeito de governantes estaduais em relação às autoridades federais e vice versa, me pergunto: “Por que isso acontece?! Qual a motivação por traz disso?!”. Confesso não ter uma resposta plausível, mas a minha conclusão é a seguinte: são irracionais tais atitudes, mais do que nunca é hora de união.

Enquanto servos de um Deus maravilhoso, que valoriza a razão, como já falamos anteriormente, Ele também deixa claro em sua Palavra que a fé deve estar além disso. Embora a fé não seja racional, como alguns insistem em afirmar, ela também não é irracional, e sim transcendental, ou seja, ultrapassa ou excede, vai indo além da razão. Com a nossa razão sabemos que existe um Deus e com a nossa fé cremos Nele. É extremamente importante saber que a Fé é uma confiança pessoal em Deus. Isto implica dizer que o “indivíduo” veio a conhecer a Deus em algum grau de real experiência.

Conceito bíblico de fé: Hebreus 11.1 – “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”. Quando lemos esse texto temos que ter em mente que não nos é apresentada uma definição da fé, e sim uma descrição do que ela faz e como funciona. A fé funciona da seguinte maneira: Deus fala, e ouvimos a sua palavra. Confiamos em sua palavra e agimos de acordo com Ela, a despeito das circunstâncias e consequências. Entendemos assim que a fé não é um sentimento que criamos. Ela é a nossa resposta àquilo que Deus revelou em sua Palavra.

Nem todos os homens possuem fé. 2Tessalonicenses 3.2 – “E para que sejamos livres de homens dissolutos e maus; porque a fé não é de todos”. A fé vem quando damos ouvidos à palavra de Deus - Romanos 10.17 – “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus”.

Manifestação da fé. Por detrás está o fator determinante para a manifestação da fé, o conhecimento de Deus. Oseias 6.3a – “Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor”; 1 João 4.6a – “Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve”. 1João 4.8 – “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor”.

Como conservar a Fé?
Em primeiro lugar cuide dos seus pensamentos - Colossenses 3.2 – “Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra”; Filipenses 4.8 – “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”. Guarde seus olhos – Mateus 6.22 – “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz”.

Em segundo lugar tenha comunhão com Deus – I Pedro 1.3b – “e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo. Tenha cuidado ao se relacionar com infiéis. Não se relacione intimamente com pessoas que atacam a sua fé - Salmos 1.1 – “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores”.

Para pensar: A fé não é um sentimento que criamos, mas é a nossa resposta àquilo que Deus revelou em sua Palavra.

s