Grupo pró-vida comemora a marca de 20 mil bebês salvos do aborto

O grupo ‘Human Coalition’ (‘Coalizão Humana’, na tradução) comemorou recentemente a marca de 20 mil bebês salvos do aborto desde o início de seu trabalho. O grupo pró-vida com base nos Estados Unidos teve sua primeira conquista em 22 de junho de 2010 e, desde então, não parou mais de lutar pela preservação da vida.

Depois de uma década de atuação, já são mais de 20 mil bebês salvos pela organização, que comemorou no ano passado o fato de mais de 4 mil mulheres terem “decidido pela vida” durante a pandemia depois de receber sua assistência. De acordo com Jeff Bradford, presidente da Human Coalition, o grupo já tinha prática com o ambiente virtual e, dessa forma, não foi afetado pelas restrições:

“Nós pudemos continuar a ministrar para mulheres e salvar vidas, o que foi incrível. Quando a pandemia chegou, nós conseguimos mover rapidamente para um modelo virtual porque somos uma companhia acostumada com a tecnologia” – contou Bradford.

Bradford diz que a organização trabalha para mostrar às mulheres que o aborto não é a única opção, contrariamente ao que a indústria do aborto diz para elas. Isso é feito conectando as mulheres com ajuda, aconselhamento e recursos para manter os cuidados.

“Escolher a vida para seu filho é uma das coisas mais corajosas e bravas que uma mulher pode fazer, porque você sabe que que essas mulheres estão em situações difíceis. O que nós fazemos é ajudar a empoderá-las naquilo que Deus as preparou para ser” – afirmou também o presidente da Human Coalition.