Igreja católica distribui alimentos para muçulmanos durante o Ramadã Uma igreja de Barcelona, na Espanha, está cedendo seu espaço ao ar livre para que muçulmanos comam e orem juntos durante o Ramadã, o mês sagrado do Islamismo. Atualmente, a população islâmica da cidade não pode celebrar o mês religioso nos lugares habituais por conta das medidas de isolamento social devido à pandemia da Covid-19. O Ramadã é o nono mês do calendário islâmico (baseado nos ciclos da Lua). Neste ano, começou em 12 de abril e segue até 12 de maio.

Durante o Ramadã, os muçulmanos praticantes fazem jejum entre o nascer e o pôr do sol. Neste período, a maioria dos muçulmanos pratica o seu jejum ritual, o quarto dos cinco pilares do Islã. Além disso, também é proibido fumar e ter relações sexuais.

Logo, todas as noites, entre 50 e 60 religiosos, muitos deles em situação de rua, se dirigem à centenária Igreja de Santa Anna, onde voluntários oferecem porções generosas de comida caseira.

O padre Peio Sánchez, reitor de Santa Anna, foi receptivo e abriu as portas da igreja católica para que o Iftar, como é chamada a refeição de quebra de jejum, ocorresse no local.

"O encontro das religiões pode ser um motor para mostrar a convivência cívica", refletiu o clérigo.