Posto do Sine no Centro do Rio é reaberto aos trabalhadores

Depois de trabalhar por dez anos como auxiliar de escritório, sem nunca ter ficado sem emprego, Charles Silva, de 43 anos, foi demitido no ano passado. Com a esperança de conseguir uma vaga, ele saiu de casa em Xerém, Duque de Caxias, nesta segunda-feira (03/05), ao saber da reabertura do posto do Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Centro do Rio de Janeiro. Gerida pela Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) e localizada no prédio do Ministério da Economia (Avenida Presidente Antônio Carlos, 251), a unidade oferece serviços de intermediação de mão de obra, solicitação de seguro-desemprego e orientação sobre Carteira de Trabalho Digital. 

"Na pandemia, mais de 150 pessoas da minha empresa foram demitidas de uma vez só. Meu seguro-desemprego já acabou, já tentei todas as possibilidades. Vim aqui tentar uma última oportunidade, para ver se consigo alguma vaga de trabalho", contou Charles.

O posto do Centro estava fechado desde março do ano passado por causa da pandemia do novo coronavírus e recebia uma média de 250 pessoas por dia. Com a reabertura, que segue protocolos sanitários de prevenção à Covid-19, a Setrab espera realizar cerca de 80 atendimentos diários, entre 10h às 16h. Nesta fase inicial, para o serviço de seguro-desemprego, é preciso fazer agendamento prévio, por meio do canal digital saaweb.mte.gov.br.

Morador do Jacarezinho, Robson Moreira, de 32 anos, conseguiu uma carta de recomendação para uma vaga de auxiliar no momento em que recebia atendimento no posto do Sine. 

"Já trabalhei como porteiro, servente e carteiro. Estou aberto às possibilidades", afirmou.

Otimista em conseguir um emprego, Poliana Paiva, de 27 anos, chegou ao Sine com um pingente onde está uma foto com seu filho Miguel, de 8, para lhe dar forças neste momento difícil. 

"Estou há quatro meses desempregada. Pagar o aluguel da nossa casa é uma preocupação diária. Estou procurando qualquer vaga na área de atendimento ao cliente", disse ela, moradora do bairro Caramujo, em Niterói.

Desde o início do ano, cerca de 11 mil pessoas foram inscritas nas unidades Sine do estado. Cerca de 7 mil foram encaminhadas para entrevistas de emprego pela intermediação de mão de obra realizada nos postos.

 



CONFIRA A LISTA DE OUTROS POSTOS DO SINE



 



(Imagem meramente ilustrativa)