Ministério distribuiu mais de 100 mil bíblias para prisioneiros nos EUA durante a pandemia

O ministério ‘Prison Fellowship’ – algo como ‘Parceiros da Prisão’, em tradução literal – distribuiu mais de 100 mil exemplares da Bíblia para prisioneiros e prisioneiras dos Estados Unidos nos últimos nove meses. Demanda pela Palavra de Deus cresceu durante a pandemia da Covid-19.

Para James Ackerman, diretor da Prison Fellowship, a escala de distribuição da Bíblia representa “algo inspirado por Deus e milagroso”. Segundo ele, a demanda durante a pandemia nunca foi vista em 45 anos de história do ministério:

“Durante um tempo em que as prisões fecharam e os prisioneiros tiveram que ficar sem visitas e outros programas, existe um senso de falta de esperança nas unidades. Deus colocou nos corações das pessoas e encorajou voluntários a promoverem a Palavra. O fato de que essa esperança se refletiu em uma demanda tão alta [pela Bíblia] é muito encorajador, para mim.” – afirmou James.

Apesar de a Prison Fellowship já ter uma história de 45 anos de distribuição de exemplares para encarcerados, desde 2018 o ministério firmou parceria com a editora cristã ‘Tyndale House’ para produzir a ‘Bíblia da Recuperação da Vida’, que possui conteúdo especial para ajudar homens e mulheres a vencer vícios e outras barreiras, enquanto aponta “Deus como a fonte primária de recuperação com ferramentas essenciais para ajudar pessoas a se livrarem das garras do vício”.

“Ter uma Bíblia que conversa sobre a recuperação e as necessidades de dependentes químicos era uma prioridade para nós” – apontou James Ackerman.

De acordo com uma pesquisa realizada no país americano, 65% dos presos se enquadram no perfil de dependentes químicos, mas apenas 11% recebe tratamento adequado.