Mãe autoriza doação de órgãos de filho morto por bala perdida

A mãe do menino Kaio Guilherme da Silva Baraúna, Thais da Silva, autorizou a doação de órgãos do filho. O menino morreu no sábado (23), após ficar seis dias internado no Hospital Municipal Pedro II, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Kaio tinha 8 anos e no dia 17 de abril foi atingido por uma bala perdida na cabeça, enquanto brincava em uma festinha perto de casa, na comunidade Vila Aliança, em Bangu.

A família não sabe dizer de onde o disparo teria partido. A Polícia Civil abriu uma investigação para apurar o caso.

O delegado Luís Maurício Armond, titular da 34ª DP (Bangu), informou que já intimou um suspeito. A delegacia acredita que o disparo tenha sido efetuado na Vila Kennedy, comunidade vizinha da Vila Aliança.

O homem não teve a identidade revelada, mas a expectativa é de que ele compareça na distrital para prestar esclarecimentos ainda esta semana. Segundo Armond, ele estava preso, mas saiu da cadeia há aproximadamente dois meses.