Pastor surfista morre pegando onda O pastor Robson Baião, de 53 anos, morreu nesta quinta-feira (15) enquanto surfava em uma praia de Guarapari, no Espírito Santo. O também empresário sofreu um mal-súbito, de acordo com seu irmão da vítima, Abner Silva Rezende.

Robson chegou a ser socorrido por outros surfistas, recebeu massagem cardíaca ainda na areia da Praia do Setibão, em Guarapari, mas não resistiu.

"São as coincidências da vida. Meu irmão morreu no lugar que mais gostava de surfar e onde foi campeão estadual há muitos anos. Ele partiu fazendo a coisa que mais amava na vida. O surfe era muito mais que um esporte para ele", disse.

O pastor deixou a esposa, Eliane Rezende, com quem teve duas filhas. Ele também deixa um neto.

Foi o surfe que abriu as portas da fé para Robson. Segundo o irmão, também foi por meio da modalidade que Baião ajudava jovens e muitas outras pessoas por meio do próprio esporte.

"Ele foi fundador e professor do Seminário Surfista de Cristo. O surfe e a fé caminhavam sempre juntos dele. Meu irmão teve a oportunidade de viajar o mundo levando uma palavra de esperança, sempre com a prancha dele. Deixa um legado muito bonito", contou Abner.

Ainda de acordo com o familiar, há cinco anos Robson sofreu uma parada cardíaca e desde então mantinha acompanhamento constante, e inclusive usava medicação controlada. O pastor tinha o hábito de surfar pelas manhãs na região onde morreu.

A Polícia Civil informou que a ocorrência foi inicialmente registrada como afogamento e o corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal de Vitória, para ser liberado aos familiares e ser feito o exame cadavérico, que irá apontar a causa da morte.