Jornalista Paulo Stein morre vítima da Covid-19

O jornalista esportivo Paulo Stein morreu hoje (27), aos 73 anos, no Rio de Janeiro, por complicações decorrentes da Covid-19. A informação foi divulgada pela Associação dos Cronistas Esportivos do Rio (Acerj), em sua página no Facebook.

Stein estava internado no Hospital Estadual Anchieta e deve ser cremado amanhã (28) à tarde no cemitério do Caju, apenas na presença da família.

O jornalista receberia ontem a primeira dose da vacina contra a covid-19. No entanto, morreu na manhã de hoje, às 8h34, em decorrência da doença. 

Paulo Stein era uma referência no jornalismo esportivo, com mais de 50 anos de carreira. Ele foi narrador e comentarista de emissoras como a TV Manchete e o SporTV, de onde saiu em 2019. O jornalista também trabalhou no Jornal dos Sports, no Estado de S.Paulo, na Rádio Tupi, Rádio Nacional, no jornal O Fluminense, na TV Bandeirantes, na Record, Rede TV, TVE Brasil e ESPN Brasil.

Em fevereiro deste ano, ele afirmou que foi demitido do Grupo Globo por estar acima do peso. "Na TV Globo, locutor e narrador não podem ser gordos, lá não pode. Você conhece algum? A razão pela qual eu fui demitido, ano passado, foi por causa disso", disse, em entrevista ao canal Só Esportes, no YouTube. A Globo foi procurada, mas não se manifestou a respeito.