Brasileiros ficam de fora da lista O Brasil não terá nenhum representante entre os 10 melhores jogadores do mundo pelo segundo ano consecutivo. A Fifa divulgou nesta quarta-feira (31) os indicados ao principal troféu do prêmio The Best. A lista, que traz os pentacampeões Cristiano Ronaldo e Messi, chama a atenção pelo trio holandês formado por Van Dijk, De Ligt e De Jong. O atual detentor do troféu, Modric, não aparece entre os candidatos.

Ao Brasil restou o consolo do nome de Tite, que figura na lista dos 10 melhores técnicos do mundo.

Os 10 nomes dos atletas masculinos foram apontados por um painel de especialistas, tendo como base o trabalho mostrado entre 16 de julho de 2018 e 19 de julho de 2019. O grupo foi formado por ex-jogadores e técnicos: Kaká (Brasil), Xavi (Espanha), Juan Sebastián Verón (Argentina), Franco Baresi (Itália), Cha Bumkun (Coreia do Sul), Fabio Capello (Itália), Ricki Herbert (Nova Zelândia), Lothar Matthäus (Alemanha), Francisco Maturana (Colômbia) e Hugo Sánchez (México).

Os candidatos agora passarão por um processo de votação popular no site da Fifa, que ocorrerá paralelamente a uma eleição entre jornalistas de cada país filiado à entidade, além dos treinadores e capitães das seleções. Cada país terá, desta forma, três representantes.

A votação será encerrada em 19 de agosto, e os três finalistas serão divulgados em data ainda não confirmada. O grande vencedor será anunciado no dia 23 de setembro, na cerimônia do Fifa The Best.

A lista:
• Cristiano Ronaldo - Portugal e Juventus
• Frenkie De Jong - Holanda e Ajax/Barcelona
• De Ligt - Holanda e Ajax/Juventus
• Hazard - Bélgica e Chelsea/Real Madrid
• Kane - Inglaterra e Tottenham
• Mané - Senegal e Liverpool
• Mbappé - França e PSG
• Messi - Argentina e Barcelona
• Salah - Egito e Liverpool
• Van Dijk - Holanda e Liverpool