Covid-19: Novela da Globo presta desinformação Nos capítulos de quarta (17) e quinta-feira (18) da novela "Amor de Mãe" da Globo, duas desinformações foram levadas ao público sobre o coronavírus: a máscara da personagem Betina e uma conversa sobre anticorpos entre os personagens Lígia e Magno.

Enfermeira, a personagem vivida por Isis Valverde decidiu voltar a trabalhar no hospital para ajudar no tratamento de pacientes com a covid-19. Enquanto ela se paramentava, porém, escolheu uma máscara KN95 para usar.

O problema é que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não recomenda este modelo de máscara para proteção contra a Covid-19.

Outra bola fora da novela foi o diálogo entre Lígia (Malu Galli) e Magno (Juliano Cazarré), que revelaram já terem sido infectados pelo vírus. A personagem disse que os dois poderiam ficar sem máscara de proteção em um mesmo ambiente fechado, justificando que tinham anticorpos. A resposta nas redes sociais foi imediata.

“#GloboLixo assumindo que quem já pegou covid tem anticorpos e não pega mais? É isso mesmo, produção?”, tuitou um seguidor.

Mais um erro da emissora, já que ainda não existem pesquisas que comprovem a garantia de imunidade e não reinfecção por conta dos anticorpos presentes no plasma sanguíneo de pessoas que já tiveram Covid-19. Em estudo publicado no periódico JAMA Internal Medicine, fala-se em "proteção parcial contra uma reinfecção."

Mas os erros de Amor de Mãe não pararam por aí. No primeiro capítulo inédito após o retorno da novela, Álvaro (Irandhir Santos) usou uma máscara de plástico e aberta, sem qualquer tipo de vedação — e, por isso, virou alvo de piadas nas redes sociais.

“Tentando entender o conceito da máscara do Álvaro. Não protege NADA rs”, disse um seguidor.

Atualmente, com as mutações e novos estudos sobre o coronavírus, a conclusão dos cientistas é de que as máscaras mais recomendadas contra o coronavírus são aquelas com certificação PFF2 ou N95.