Praias do Rio ficarão interditadas no fim de semana

A Prefeitura do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial desta sexta-feira (19) um decreto determinando o fechamento das praias para conter o avanço da Covid na cidade. Em princípio as regras só valem a partir do primeiro minuto deste sábado (20) até 5h de segunda-feira (22).

Além do banho de sol e de mar, também ficam proibidas as atividades físicas na areia. Os quiosques poderão continuar abertos, mas os baraqueiros e ambulantes terão que interromper as atividades.



ACOMPANHE COLETIVA DO PREFEITO EDUARDO PAES 

A prefeitura proibiu ainda a entrada de ônibus fretados na cidade e o estacionamento na orla. Todas as demais regras que já estavam em vigor, continuam valendo.

Uma das razões que levaram a prefeitura a ampliar as medidas restritivas foi a ocupação de UTIs de hospitais públicos no município, que ontem bateu o recorde com 622 pacientes internados. O prefeito Eduardo Paes não descarta um lockdown, mas isso será discutido na próxima segunda-feira com o comitê científico.

O fechamento das praias é um acréscimo ao decreto da semana passada. As regras são:




  • Entre 23h e 5h, será proibido permanecer em ruas, espaços públicos, praias e praças; a multa por descumprimento é de R$ 562,42 – a circulação será permitida;

  • Eventos, festas e rodas de samba também estão proibidos;

  • Não podem funcionar boates, casas de espetáculo, feiras especiais, feiras de ambulantes e feirartes (artesanato) — feiras livres, de alimentos, estão liberadas;

  • A lotação máxima de 40% também deve ser observada em todos os lugares. No entanto, bares, restaurantes e afins ainda poderão funcionar até as 21h, com delivery depois desse horário.



Continua em vigor o escalonamento das atividades econômicas:




  • Serviços: das 8h às 17h;

  • Repartições públicas: das 9h às 19h;

  • Comércio (incluindo shoppings): das 10h30 às 21h.