Lula perde ação contra deputado Eduardo Bolsonaro

A 4ª Vara Cível de Brasília negou nesta terça-feira (16) o pedido do ex-presidente Lula (PT) que entrou com ação contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) pedindo indenização de R$ 131 mil por danos morais.

Em abril de 2020, o parlamentar citou Marisa Letícia, falecida esposa do petista, em uma publicação no Twitter onde a acusava de ter R$ 256 milhões em certificados de depósito bancário (CDB).

A defesa de Lula corrigiu a informação na época, declarando que o valor pertencente à Marisa era cerca de mil vezes mais baixo, sendo R$ 26 mil em depósitos.

Na representação, foi alegado que Eduardo foi ao Twitter “de maneira leviana”, publicar “afirmação falsa de que Marisa possuía um patrimônio imaginário de R$ 256 milhões”.

No entanto, Alex Costa de Oliveira, juíz responsável pelo caso, entendeu que o parlamentar não publicou uma notícia falsa:

“O que se tem, portanto, é que o réu não retweetou ou repercutiu informação falsa. Era verdadeira a informação de que o juízo do inventário havia pedido esclarecimentos sobre a quantia que poderia ser encontrada com as informações contidas naqueles autos”.

Com a derrota, Lula e os três filhos que entraram com a representação, terão de pagar as custas processuais e os honorários da defesa do filho de Bolsonaro.