Governador do Rio vai prender maconheiro na praia Durante um encontro com prefeitos de várias cidades do Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel deixou claro que vai prender quem estiver fumando maconha na praia. Ao lado do prefeito Marcelo Crivella, Witzel disse: "E agora, prefeito, vou prender maconheiro na praia”.

“Quem fuma maconha na praia tem que ser imediatamente conduzido para delegacia e depois ao juiz. Não podemos fechar os olhos. É só cumprir a lei. Com a minha formação jurídica, eu disse: 'Apreende, leva para delegacia, vai fazer o fichamento e depois conduza ao juiz para audiência'", disse o governador.

Witzel ainda explicou como a lei funciona atualmente e disse que "quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal" está sujeito apenas a três penas: advertência, prestação de serviços ou medida educativa", explicou.

O governador afirmou que o que pretende é um endurecimento para o combate às drogas ilícitas, conduzindo usuários para à delegacia e posteriormente para um juiz, como já é previsto na lei.

A maconha é a droga ilegal mais usada no mundo e é (erroneamente) considerada por muitos uma droga inofensiva. Seu uso abusivo tornou-se um grande problema de saúde pública, uma vez que a dependência pode suscitar algumas doenças psiquiátricas.

Com princípios ativos que agem diretamente no cérebro, a maconha altera também as funções cognitivas relacionadas à capacidade do indivíduo de fazer coisas como pensar, sentir, concentrar e julgar. Essas funções, portanto, podem ser prejudicadas pelo uso dessa substância.