Moderna começa testes da vacina contra Covid-19 em crianças e bebês

A farmacêutica Moderna começou a testar a vacina contra a Covid-19 em crianças e bebês. Um dos ensaios vai contar com a participação de 6,75 mil crianças e bebês dos Estados Unidos e do Canadá, com idades entre seis meses e 12 anos.

Em outro estudo, a vacina será testada em 3 mil crianças e jovens de 12 a 17 anos.

Os participantes vão receber duas doses da vacina ou um placebo, separados por 28 dias e em quantidades distintas.

A farmacêutica vai acompanhar o efeito do fármaco ao longo de um ano, não só em termos de resposta imunológica, mas também para verificar se provoca efeitos secundários.

Crianças e a Covid-19

Até agora, coronavírus infectou crianças com menos frequência e gravidade do que adultos. Mas não é certo como variantes podem mudar esse cenário, alertam especialistas."A incidência de covid-19 entre menores de 15 anos está aumentando drasticamente", advertiu Lothar Wieler, presidente do Instituto Robert Koch (RKI), agência governamental alemã responsável pelo controle e prevenção de doenças, em entrevista coletiva na sexta-feira (12).

Segundo Wieler, há indícios de que a variante B117 do coronavírus, originária do Reino Unido e mais transmissível, desempenha um papel importante no aumento de surtos em creches.