Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia aceita convite para ser o novo ministro da Saúde

O presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), Marcelo Queiroga, aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para ocupar o Ministério da Saúde, no lugar de Eduardo Pazuello.

O atual ministro chegou a dar coletiva minutos antes, informando que não tinha problemas de saúde e que só deixaria o cargo se fosse por decisão do presidente.

Marcelo Queiroga deixou o gabinete presidencial por volta das 18h30 desta segunda-feira (15) e, segundo interlocutores do presidente, aceitou o convite.

A ideia é publicar a nomeação no Diário Oficial da União desta terça-feira (16).

Marcelo Queiroga será o quarto ministro da Saúde no governo Bolsonaro. Antes de Pazuello, a pasta foi ocupada pelo ortopedista e ex-deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM) e pelo oncologista Nelson Teich.