Filha de Trump distribui alimentos aos necessitados em igreja

Desde o início da pandemia, dezenas de milhões de agricultores e famílias receberam ajuda por meio do programa "Farmers to Families Food Box” (Caixa de Comida dos Fazendeiros para as Famílias, em tradução literal).

Esta semana, Ivanka Trump deu continuidade a esta iniciativa da administração de Trump em parceria com a pastora Paula White para distribuir caixas de comida na igreja “White's City of Destiny” em Apopka, na Flórida. Foi a primeira aparição pública de Ivanka desde que deixou a Casa Branca, onde atuou como conselheira sênior de seu pai, o presidente Donald Trump. 

A equipe de voluntários distribuiu 1.300 caixas de comida na igreja, em casas de indivíduos e no “The Lifeboat Project”, um abrigo para vítimas de tráfico sexual.

White disse que eles partiram com mais esperança e maior compromisso para servir aqueles que precisam de ajuda com alimentos nutritivos, amor e compaixão todos os dias.

O projeto Lifeboat postou fotos da visita dos voluntários em sua página do Facebook.

“O tráfico de pessoas é um crime contra a humanidade e só isso está acima da política”, dizia a postagem da organização, que incluía fotos de Ivanka com funcionários e voluntários. "Hoje foi um lindo dia para colocar a política de lado no Projeto Lifeboat e deixar a fé e a verdade serem o nosso tópico de conexão."

O programa Food Box da administração Trump, que começou em abril passado, é projetado para fornecer alimentos a pessoas em condições de vulnerabilidade, comprando alimentos diretamente dos agricultores e depois distribuindo-os por meio de organizações de caridade. 

Até o momento, voluntários do projeto entregaram 144.871.528 caixas de produtos frescos, laticínios e carnes cozidas para americanos desfavorecidos em todo o país, de acordo com o site do USDA . 

Kimberly Guilfoyle, ex-âncora da Fox News, tuitou: "A caixa de comida dos fazendeiros para as famílias é um programa incrível que deve ser continuado! @IvankaTrump criou esta bela iniciativa para apoiar os fazendeiros e famílias que lutam por causa do Covid-19."