Remédio com 85% de eficácia é nova esperança contra a Covid-19

Na guerra contra o inimigo invisível, as farmacêuticas Vir Biotechnology, dos Estados Unidos, e da GlaxoSmithKline (GSK), do Reino Unido, anunciaram que desenvolveram um medicamento para a cura de pacientes com Covid-19. Na quinta-feira (11), elas anunciaram que a droga conseguiu reduzir em até 85% os casos de internação e mortes.

O remédio, batizado de VIR-7831, foi desenvolvido com base em anticorpos. Segundo as farmacêuticas, um painel independente, que acompanhava o estudo, indicou que não seriam necessários mais testes, pois o medicamento se mostrou muito promissor desde o início. 

Segundo a Dow Jones, a ideia das farmacêuticas é solicitar imediatamente a autorização aos órgãos reguladores de saúde (não apenas dos EUA, como outros países também). Caso o medicamento seja autorizado, passa a ser o quarto remédio com anticorpo disponível nos EUA fabricados pela Eli Lilly e pela Regeneron Pharmaceuticals.

Mas vale ressaltar que os voluntários do estudo ainda devem ser analisados por um período de 24 semanas. Além disso, mais dados serão divulgados após a conclusão do estudo, que avalia principalmente pacientes com sintomas leves ou moderados de Covid-19 com alto risco de desenvolver um quadro grave da doença.

Segundo as empresas, o remédio é eficaz contra as variantes brasileira, britânica e da África do Sul.