Primeiro culto no Brasil completa 461 anos O dia 10 de março marca a realização do primeiro culto evangélico realizado no Brasil. Foi no dia 7 de março de 1557 que os pastores franceses, Pierre Richier e Guillaume Chartier, chegaram ao Rio de Janeiro. Eles fizeram parte da primeira equipe missionária enviada ao Brasil por João Calvino, a pedido do vice-almirante Nicolas Durand de Villegaignon que servia no país. Três dias depois, os dois realizaram o primeiro culto protestante do Brasil. O evento aconteceu na Ilha Villegaignon (antes Ilha de Serigipe) na Baía da Guanabara.

A mensagem do pastor Pierre Richier foi baseada no livro de Salmos 27.4. O Salmo 5 foi entoado. Onze dias depois, no dia 21 de março, foi celebrada a primeira Santa Ceia, em rito Genebrino.

Devido a sua importância, no dia 10 de março também passou a ser comemorado o Dia do Missionário Evangélico.

Mártires da fé
Jean de Bourdel, Mathieu Verneuil e Pierre Bourdon, que chegaram ao Brasil na segunda expedição, foram os três primeiros mártires da fé evangélica na América, o chamado Novo Mundo. Executados em 9 de fevereiro de 1558, uma sexta-feira, por ordem do almirante francês Nicolas Durand de Villegagnon, que hoje dá nome à ilha onde foi realizado o primeiro culto. Antes de serem martirizados, estes missionários foram questionados por Villegagnon, que os obrigou a declararem os termos de sua fé. Esta declaração de fé ficou conhecida como a confissão da Guanabara. 

Dez anos após a realização do primeiro culto na Guanabara, outro francês também pagou com a vida pelo “crime” de pregar o Evangelho. No dia 20 de janeiro de 1567, quando se lançavam os fundamentos da cidade do Rio de Janeiro, Jacques le Balleur foi enforcado, segundo a história, por ordem de Mem de Sá, na presença do padre José de Anchieta.