Game 'Harry Potter' permitirá que os jogadores tenham personagens transgêneros

Um próximo videogame baseado nos romances “Harry Potter” da autora britânica JK Rowling permitirá que os jogadores se tornem personagens transgêneros.

O jogo, “Hogwarts Legacy”, com lançamento previsto para 2022, se passa nos anos 1800 e  permitirá  aos jogadores criar personagens com vozes masculinas ou femininas - independentemente da aparência - e perguntará aos jogadores se desejam ser retratados como “ feiticeiros ”ou“ bruxas ”. A última caracterização determinará o dormitório em que vivem.

De acordo com  um relatório da Bloomberg , membros da equipe de desenvolvimento da Warner Bros. Interactive Entertainment, Inc., disseram que a opção transgênero foi adicionada “para tornar o jogo o mais inclusivo possível”.

O acréscimo dos transgêneros surpreendeu pelo comentários anteriores de Rowling sobre as formas como a agenda dos transgêneros prejudica as mulheres biológicas.

A autora de “Harry Potter” atraiu a ira de muitos da esquerda em junho de 2020, quando mencionou o fato de que o sexo biológico é imutável. Rowling tuitou no ano passado que “se o sexo não for real, a realidade vivida pelas mulheres em todo o mundo é apagada”.

“Eu respeito o direito de toda pessoa trans de viver de qualquer maneira que pareça autêntica e confortável para ela”, escreveu. “Eu marcharia com você se você fosse discriminado por ser trans. Ao mesmo tempo, minha vida foi moldada por ser mulher. Não acredito que seja odioso dizer isso. ”

Imediatamente após os comentários, a escritora foi condenada por aqueles de esquerda como “uma fanática transfóbica” usando sua plataforma “para atacar uma minoria vulnerável”.

Ao que parece, o lado comercial acabou falando mais alto que suas crenças e ideologias.