Butantan aguarda liberação da Anvisa para testar soro anticovid em humanos A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deu início à análise do pedido do Instituto Butantan para começar a testar o soro contra a covid-19 em humanos.

Esse soro anticovid é feito a partir do plasma sanguíneo do cavalo,  semelhante ao que está sendo desenvolvido no Rio de Janeiro pelo Instituto Vital Brasil.

No momento, já existem 3 mil frascos do soro prontos para serem testados. O medicamento começou a ser desenvolvido há mais de cinco meses pelo instituto, usando vírus inativo para induzir a produção de anticorpos.

Testes em animais já demonstraram que o soro foi capaz de diminuir a carga viral e a inflamação provocada pelo Sars-CoV-2.
De acordo com a diretora do Centro de Desenvolvimento e Inovação do Butantan, Ana Marisa Tavassi, o medicamento não gerou atividade tóxica nos testes que foram realizados. “O Butantan tem toda uma capacidade de produção, tem muitos profissionais para isso, tecnologia nacional, o antígeno também está aqui preparado pela gente”, disse.

Como funciona
Assim como os humanos, se infectados com o coronavírus, os cavalos têm uma resposta do corpo e produzem anticorpos. Os cientistas do Butantan usaram um vírus inativado - mantém toda a estrutura, as proteínas, mas ele não tem capacidade de desenvolver a doença. Assim, o coronavírus foi injetado nos animais.

Os cavalos geram anticorpos, que são muito potentes: até 50 vezes mais concentrados que os dos humanos. A partir disso, o plasma dos animais é extraído e "filtrado" para ficar apenas os anticorpos contra o vírus e, assim, possam ser injetado nos pacientes com a Covid-19.

Como o material em mãos, os cientistas do Butantan já fizeram testes para ver como possivelmente podem reagir os pacientes com coronavírus que recebem o soro. Primeiro, infectaram camundongos com o Sars-CoV-2. Após dois dias, eles já passaram a apresentar alguns sintomas e, então, receberam o soro.

Além do Brasil, Argentina, México e Costa Rica também fazem pesquisas com o soro anti-Covid.