Padre é preso suspeito de uma série de assaltos Um padre foi preso com uma pistola falsa na noite de terça-feira (02) em Passo Fundo (RS), a 288 km de Porto Alegre. Ele é suspeito de uma série de três assaltos a estabelecimentos comerciais. Os crimes ocorreram durante a tarde e a noite do mesmo dia. Ele foi preso com uma pistola falsa.

O suspeito, identificado como Elizeu Lisboa Moreira, de 28 anos, foi reconhecido pelas vítimas. Com ele, foram encontrados R$ 655, itens de higiene e produtos alimentícios levados de dois supermercados e uma farmácia.

De acordo com a polícia, Moreira estava na cidade desde cedo para um velório e, depois da cerimônia, cometeu os assaltos. A polícia remeteu à Justiça um pedido de quebra do sigilo telefônico para verificar o que pode ter motivado os crimes.

Segundo o arcebispo de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luís Weber, Moreira nunca apresentou qualquer comportamento que explicasse esse tipo de ato durante o seminário. O religioso diz conhecer o padre há cinco anos e que Moreira era muito bem visto na comunidade.

Segundo as vítimas, Moreira parecia fazer as compras normalmente e, quando se dirigia aos caixas para pagar, anunciava o assalto. Ele ameaçava os funcionários dos estabelecimentos com uma pistola, encontrada e identificada pela polícia como sendo um simulacro.

Moreira foi ordenado padre em 2019 e desde então trabalhava em uma paróquia do município de Tapejara, pertencente à diocese de Passo Fundo. Ele não possuía antecedentes criminais.

Moreira está no Presídio de Passo Fundo e foi suspenso temporariamente de suas funções na Igreja Católica.